Picnic Vegetariano


No dia 22 de março, domingo, o grupo VEM (Vegetarianos em Movimento) realizou atividades em comemoração ao Dia Mundial Sem Carne.
A programação iniciou às 9h com um picnic, com distribuição e venda de soyburguer (hambúrguer de soja) e sucos na Praça da República em Belém do Pará.
A praça no domingo é um ponto de encontro de todas as tribos, acontecem muitas programações culturais, e foi escolhida para o evento justamente por ser um lugar bem movimentado.
Seja tocando instrumentos musicais, cantando, dançando ao som de frases como “Pra ter carne no seu prato a Amazônia vira pasto - Tire a carne, tire a carne, tire a carne do seu prato - não seja incensato” e vendendo camisas, bottons e adesivos, o VEM realizou um evento divertido e de sucesso, que nem a chuva (comuns nesta época do ano) conseguiu estragar! Várias pessoas se mobilizaram a favor da causa animal e na conscientização das pessoas que passaram pelo local.
Ouve também intervenções, e a que mais chamou a atenção foi uma ativista vestida de morte, simbolizando aquilo que cada um se torna ao comer carne. O evento acabou aproximadamente 15h e fomentou bastante a discussão sobre o direito animal.
O mais interessante desses encontros é a troca de experiências, e sem dúvida o grupo conseguiu despertar o interesse de muitas pessoas, auxiliando até na doação de alguns animais que estavam abandonados.

Além do blog, o VEM já conta com um perfil no orkut, que mantêm todos informados sobre importantes noticias e sobre a agenda de programação do grupo.
Acesse: http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=11314044911971044411

Read more...

VEM é destaque na Revista dos Vegetarianos


Neste mês de março a Revista dos Vegetarianos deu destaque para os acontecimentos do Fórum Social Mundial 2009, e colocou em evidência os grupos ativistas presentes, e entre eles o VEM, que trabalhou “conscientizando as pessoas em defesa dos animais, da Amazônia e da vida”.

Citaram o trabalho realizado: como a panfletagem, a exibição de documentários, venda de artigos vegetarianos, a passeata vegetariana, e a reunião na qual ficou decidida a criação da “rede de vegetarianos pela Internet, com o objetivo de articulação e troca de experiências”.

A reportagem está bem elaborada e mostra algumas fotos do VEM no FSM.


Corram pras bancas, a matéria está muito boa!


Matéria: Página 1 e Página 2


Read more...

Dia Mundial da Água


A Assembléia Geral das Nações Unidas adotou a resolução A/RES/47/193 de 22 de dezembro de 1992 (p. 22/02/93), através da qual 22 de março de cada ano seria declarado Dia Mundial das Águas (DMA), para ser observado a partir de 93, de acordo com as recomendações da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento contidas no capítulo 18 (sobre recursos hídricos) da Agenda 21. E através da Lei n.º 10.670, de 14 de maio de 2003, o Congresso Nacional Brasileiro instituiu o Dia Nacional da Água na mesma data.

O Dia Mundial da Água 2009, que se celebrará este ano no domingo, 22 de março, enfatizará as questões relacionadas às águas compartilhadas entre nações.
Lembrando que neste dia (hoje), o VEM realizará o Picnic Vegetariano à partir das 9h na Praça da República.

Read more...

É Hoje!


O Dia Mundial Sem Carne, (Meat Out Day), surgiu em 1985 e é a maior campanha de educação para uma dieta vegetal e ao mesmo tempo em favor dos animais que só tem a ganhar com isso. Sendo assim, nada melhor para todas as entidades e meios que defendem os animais divulgar e participar ativamente dessa campanha. Quanto menor for o consumo de carne, mais animais são salvos.

Propósitos
Esse dia é um evento internacional promovido por FARM (Farm Animal Reform Movement) que tem como objetivo esclarecer e ajudar todas as pessoas no sentido de praticarem uma dieta benéfica para o organismo e sem crueldade e violência contra os animais. Diante de uma idéia tão humanitária e ao mesmo tempo que só trás benefícios para o praticante, o movimento tem alcançado um crescimento explosivo desde seu início e é hoje uma grande campanha educativa.
Na verdade, a cada ano uma quantidade muito grande de pessoas se tornam vegetarianos e se interessam cada vez mais pela dieta vegetariana, por um lado, movidos pelos ótimos benefícios que ela trás, por outro um pensamento puramente ligado à ética que é a questão da defesa dos animais. Não é sem razão que diversas organizações de promoção de saúde, como a Sociedade Americana do Câncer, o Instituto Nacional do Câncer (Estados Unidos), a Universidade John Hopkins e a Associação Americana do Coração tem suas próprias campanhas para promover e incentivar uma dieta vegetal.

AnimaNaturalis e Jornal Defesa dos Animais
Jornal Defesa dos Animais está uma vez mais trazendo para a língua portuguesa uma das grandes campanhas de AnimaNaturalis, pois não poderia ser de outra forma já que nosso objetivo é a defesa dos animais. Assim, eis o texto de promoção da campanha organizado por AnimaNaturalis:

Por que "Dia Sem Carne?"
Porque reduz o risco de ataques cardíacos, câncer e outras enfermidades degenerativas e crônicas, que anualmente matam a 1.4 milhões de norte americanos e muitos milhões de pessoas em todo o mundo.
Porque decresce a exposição a infecções como a Salmonella e o E-coli, que causa enfermidade a milhões de pessoas anualmente em todo o mundo.
Porque eleva nosso nível energético, diminui a quantidade de alimentação e simplifica a preparação e limpeza dos alimentos.
Porque aumenta a quantidade disponível de grãos, cereais e legumes para consumo humano, pois os animais são ineficientes na hora de converter energia em proteína.
Porque preserva o solo, as águas subterrâneas, os bosques e outras formas de vida selvagens pois não se arrasa com o terreno para converte-lo em pasto animal.
Porque protege o solo, a água e outras fontes vitais para a sobrevivência de nossos filhos e e seus filhos.
Porque protege o solo, a água e o ar da contaminação por metano, urina, fezes, hormônios e pesticidas.
Porque salva animais das jaulas, confinamento, privações, maus tratos, golpes, mutilações e uma torturante vida e morte. Cada pessoa que adota uma dieta baseada em vegetais, salva a vida de 95 animais cada ano. No período de sua vida uma pessoa pode salvar mais de 6.000 animais, só tornando-se vegetariana.(Fonte: AnimaNaturalis)

Read more...

Dia Mundial Sem Carne


Dia 20 de março é o Dia Mundial Sem Carne, porém, vamos comemorar no dia 22.
Estamos organizando um evento bem legal e com muita comida gostosa!!!
Quem quiser ajudar na construção do evento, seja na performance teatral, tocando algum instrumento ou levando alimento é só ligar pra Karla (3243-8620 e 9101-9198) ou pra Hamanda (8196-8076).
E quem quiser ir só comer, também pode, todos são bem vindos.

Até lá.

Read more...


Read more...

Lei Pretende Ampliar os Direitos do Consumidor

Numa sexta-feira, 6 de fevereiro foi apresentado pelo senador Expedito Jr. (PR-RO) o primeiro projeto de lei do Senado de 2009 que prevê a ampliação dos direitos dos consumidores. De acordo com o texto, os fabricantes de peças de vestuário e produtos alimentícios ficam obrigados a identificar, em etiquetas e embalagens, os componentes de origem animal utilizados no produto.

Segundo o senador, para o consumidor exercer seu direito de escolha é necessário que se conheça a composição completa dos produtos. A legislação em vigor preocupa-se apenas com aspectos relevantes do ponto de vista nutricional e sanitário e deixa de lado detalhes que podem afetar na decisão de clientes e isso precisa mudar.

Para assinar a petição on-line a favor do projeto: http://www.vista-se.com.br/expedito

Mais infos:
Site do Expedito Jr.
E-mail: expedito.junior@senador.gov.br
Iara Guimarães Altafin / Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado) Veja no site do senado
Texto completo do Projeto de Lei (PL), veja aqui o PDF direto no site do senado

Fonte: Vista-se

Read more...

Terráqueos

Terráqueos (Earthlings) é um documentário de que se tornou referência internacional quando se fala de documentários sobre a exploração animal, o filme não é nacional, mas a versão é legendada. Consideramos um dos mais completos por abordar a nossa dependência animal nos mais variados meios, não só na alimentação. Provocador, informativo e de linguagem acessível, é um documentário que todos devem assistir.

"Se eu pudesse fazer com que todos no mundo vissem um filme, eu os faria ver TERRÁQUEOS".
Peter Singer, autor do livro Libertação Animal


Read more...

A carne é fraca

O documentário A carne é Fraca, produzido pelo Institudo Nina Rosa, é nacional, porém com repercussão internacional. Feito em quatro idiomas - português, francês, inglês e espanhol – o filme que conta toda a "trajetória de um bife", desde o nascimento de bezerros e frangos até o abatedouro.
Dando enfoque também nos impactos ambientais, Nina Jacob (Presidente do Instituto Nina Rosa) define este trabalho como um direito do consumidor, que ainda acredita que o gado é criado livre nos pastos e não causam danos ambientais.

.

Read more...

Ativismo Vegetariano no FSM

fsm

Durante o Fórum Social Mundial vários ativistas vegetarianos chamaram a atenção para a causa animail. O FSM contou com a participação de vários grupos ativistas, como o Vegetarianos em Movimento (VEM), Revolução da Colher e uma participação do Ativismo Vegetarianos (Ativeg).

Iniciando no dia 27 de janeiro, com a marcha de abertura, os vegetarianos já começaram a dar o que falar com suas faixas, cartazes e panfletos. Frases como "Pra Amazônia sobreviver, preste atenção no que vai comer" eram constantemente repetidas pelo grupo que marchava rumo a São Brás (onde terminaria a marcha). Um ponto de protesto dos vegetarianos foi em uma lanchonete da rede Mc Donald's, que se localizava no meio do trajeto. De forma pacifica, foram distribuídos panfletos para os freqüentadores e na calçada, em frente a lanchonete, um coro gritava "Abaixo a Mc Morte".

O VEM e a Revolução da Colher instalaram-se ao lado do restaurante vegetariano do Lila Prasada no Acampamento Intercontinental da Juventude (AIJ), localizado na Universidade Rural da Amazônia (UFRA), que acabou se tornando referencia para os vegetarianos presentes no FSM. Com exibição de documentários, debates, distribuição de panfletos e venda de camisas, botons e adesivos os grupos trabalharam conscientizando em defesa do animal, da Amazônia e da vida.

Photobucket

No dia 28 de janeiro ocorreu uma reunião entre o VEM, a Revolução da Colher e a Aldeia da Paz (conhecida por ser um ponto de práticas dos movimentos ecologistas, espirituais e artísticos). Ficou decidido, na presença de aproximadamente cinqüenta ativistas de diversas cidades do país, a criação de uma rede de vegetarianos pela internet, com o objetivo de articulação e troca de experiências. Também foi marcada a Marcha Vegetariana que foi realizada no dia 31 de janeiro, na UFRA.

A Marcha chamou a atenção da imprensa pela sua característica interativa e performática. Repetindo frases como "Comam mais frutinhas, não matem as vaquinhas!" ou "Tire a carne do seu prato, não seja insensato!" e fazendo performances que incluíam uma mulher pendurada numa vara de bambu e encenar canibais que interagiam com o público colocando-os em uma grande panela e simulando come-los. Também haviam faixas, cartazes, tábuas e panfletos com a mensagem vegetariana. A marcha despertou o interesse de todos por onde passava.

Photobucket

Colhemos bons frutos do Fórum Social Mundial, e sem duvida a troca de experiências e a mobilização que ocorreu foram muito gratificantes. Agora, é não perder o contato que foi iniciado no fórum e organizar mais intervenções pela vida.

O grupo de discução já foi criado, quem quiser participar é só se inscrever pelo link: https://lists.riseup.net/www/subscribe/vem

Photobucket

Read more...

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Voltar aoTopo