Incêndio na Perdigão foi ato de sabotagem


Grupos de defesa dos direitos animais receberam há algumas horas uma mensagem enviada por pessoas que assumiram autoria do sinistro ocorrido em Goiás. Supostamente, seriam eles componentes da da ALF - Frente da Libertação Animal. Segundo o comunicado do grupo, a ação foi atrasada em um dia, já que estaria originalmente programada para acontecer em 20 de março - o “dia mundial sem carne.” O texto sugere um incidente com uma fritadeira, fato que teria obrigado os integrantes a adiarem a ação para o dia 21. Durante o incêndio, ninguém se feriu. Comunicou a ALF que “Depois de mais de um ano de estudo e planejamento e algumas semanas sobrevivendo à dura realidade em se estar presente em um local degradante como é o ambiente de um frigorífico que mata 500 mil aves por dia, atingimos o nosso objetivo. O furto diário de 500 mil vidas, roubadas como conseqüência da ganância empresarial e da ignorância dos consumidores, terá uma pausa, ainda que momentaneamente.” As ações da ALF visam sempre à destruição do patrimônio de empresas e indivíduos que lucram a partir do sofrimento dos animais. Há alguns anos, passou-se a explorar uma possível ligação entre o PETA, grupo mundialmente conhecido e apoiado por diversas celebridades em Hollywod, e a ALF. A especulação leva em conta os inúmeros materiais que o PETA já angariou para a produção de vídeos que relatam a exploração dos animais, e que supostamente adviriam de integrantes da ALF. A correspondência termina com uma exortação: “Hoje e sempre, lutaremos até que todos vivam em liberdade”. Por razões óbvias, os membros desse grupo permanecem no anonimato e agem isoladamente em vários locais do mundo.

Fonte: http://ddapelotas.blogspot.com

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Voltar aoTopo